Jovem canadense cria bengala com GPS para auxiliar deficientes visuais

Depois de conhecer a avó de uma amiga que tinha a visão limitada, a
estudante canadense Riya Karumanchi, de 15 anos, teve a ideia de criar

uma bengala inteligente para auxiliar deficientes visuais.

“Percebi como as pessoas com deficiências visuais ou auditivas estavam
lutando para se locomoverem sozinhas”, contou Karumanchi ao Generation Z
. “Eu vi como isso poderia ser frustrante e, a partir disso, pensei em
criar um dispositivo de assistência para melhorar suas vidas”.

E foi isso que Karumanchi fez. O primeiro protótipo da “bengala
inteligente” conta com um GPS que orienta o usuário através de pequenas
vibrações, por exemplo: uma vibração significa esquerda e duas
vibrações, direta. Além disso, o dispositivo conta ainda com um sensor
ultrassônico de proximidade, para alertar sobre possíveis objetos
potencialmente perigosos que podem obstruir o caminho.

Outro ponto positivo da bengala é o “serviço de emergência”. Ela permite
ao usuário compartilhar a sua localização, informações pessoais e
histórico médico.

De acordo com o Generation Z, Karumanchi pretende ainda instalar uma
câmera com inteligência artificial para reconhecer rostos e descrever
objetos.

“Acredito que este dispositivo ajudará pessoas que são surdas ou cegas e
seus cuidadores também. `importante que eles tenham confiança para
viajar sozinhos”, finalizou Karumanchi.
Fonte(S):
(Com informações do Generation Z )
UOL