Mês: março 2019

Este post é contraindicado para lobisomens

Lua, este satélite iluminado que inspira os apaixonados. Faz parte de muitas descrições de cenários românticos, poemas, canções. É um símbolo de mistério, amor, até solidão, dependendo do contexto. Pare pra pensar, quantas músicas que você conhece falam dela? Aposto que consegue pensar em umas cinco ou seis. Vamos ver quantas eu lembro sem procurar na internet: Lua de Cristal, A Lua, eu, Você, o Mar e Ela, A Lua Me Traiu, Banho de Lua.
O nosso planeta é tão humilde, só tem um satélite, só unzinho. Pensar que Júpter tem mais de sessenta luas. Não é incrível?
Ela é um astro iluminado, pois a luz que as pessoas veem na verdade não é emitida por ela. E sim um reflexo da luz que ela recebe do sol.
Aprendi isso na aula de ciências e nunca me esqueci. É um detalhe tão pequeno, mas sempre achei muito interessante.
Embora devo admitir que fiquei um pouco decepcionada. As vezes é bom ser como os povos antigos e não entender como a ciência funciona.
Por conta desse mistério e sentimentos bons que ela inspira, as canções escritas tratando da lua são muitas.
Temos Bruno Mars com a letra melancólica e maravilhosa da música, “talking to the moon”, ou “conversando com a lua”, onde ele diz que a amada deve estar olhando para a lua ao mesmo tempo que ele.
Há também uma linda canção provavelmente feita em homenagem as músicas brasileiras, pois é executada no estilo bossa nova, composta pelo brilhante cantor e compositor Jason Mraz, chamada Bela Luna.
Agora vamos falar sobre lua apaixonada. Isso mesmo caro leitor.
Se ela provoca suspiros, inspira versos, faz pensar em amores, por que não ela própria se apaixonar?
A primeira canção, e mais antiga é “a lenda”, onde a lua está apaixonada pelo mar.
Sempre achei essa canção tão fofinha. Coitado do mar, frio e sem carinho. O problema é que ele se apaixonou pela lua que está lá no céu, tão longe!
Pensando bem, o amor deles representa um amor proibido? Talvez.
O refrão pergunta se essa lenda faz sorrir ou chorar. Me conte, o que você sente meu caro leitor?
Eu acho bonito, mas me faria chorar. Quer dizer, os dois nunca vão poder ficar juntos.
Prova disso é a lua e as marés. Ela está tão apaixonada pelo mar que tenta puxá-lo para si e cria as marés altas e baixas.
Mas, eles não poderão ficar juntos no final.
Calma, não fique assim, eu prometi não vir com músicas tristes.
Então, esqueça tudo que eu falei, o mar e a lua vão ficar juntinhos e apaixonados.
Vamos celebrar os amores proibidos que as vezes se realizam!

Vamos arrumar outro pretendente para a lua? Que tal o sol?
Ele já a ilumina e faz ela brilhar desse jeito tão lindo que todo mundo adora, então seriam um parzinho fofo.
Mas na próxima canção ela se faz de difícil. Tá nem aí pra ele, coitadinho.
E o astro rei amando ela a milhares de séculos. Nesse caso, parece aquele cara ou garota que ama uma pessoa que fica enrolando ele ou ela pra sempre.
Veja só a lua esnobando o sol!

Agora temos um triângulo amoroso. O sol gosta da Lua, a Lua gosta do Mar, o Mar gosta da Lua também, mas não podem ficar juntos.
Ai, tá virando enredo de novela! Acho que esse papo de amores proibidos ou não correspondidos me contagiou, meu caro leitor!
Mas vamos fechar o post com uma canção de amor que deu certo.
Essa canção conta tipo a história de Romeu e Julieta, sempre imaginei que fossem eles, afinal eles se amavam em segredo, pois os pais não se gostavam.
Pensando bem, pode não ser eles, pois os dois enamorados da canção ficaram juntos, e, por causa de seu amor em segredo surgiu a lua cheia. Bem romântico não?
Então a Lua pode se fazer de difícil, pode ser uma sonhadora incansável, mas no fim ela ajuda quando se trata dos amores de outras pessoas.
Escutem que música mais bonitinha:

Para finalizar o post, dessa vez é sério caro leitor, vamos falar algumas curiosidades sobre a lua. Não exatamente sobre ela, mas onde ela está envolvida.
Por exemplo, a personagem Luna Lovegood dos livros Harry Potter. A garota tem este nome por ser sonhadora, viver pensando em coisas fora da realidade e parecer meio maluca. Mas não se engane, ela é muito inteligente e esperta.
Falando em pessoas distraídas e sonhadoras, essa também é a descrição de outra personagem com o mesmo nome. Luna Valente, a protagonista da série que tem o mesmo nome.
Uma produção da Disney onde vemos conflitos e histórias envolventes de adolescentes que são loucos por patinação.
Uma história muito clichê, mesmo assim é interessante, com músicas fofas e situações previsíveis. O pior é que você assiste, se apega aos personagens e não se importa quando descobre os planos da vilã antes mesmo dela.
Voltando a falar da lua propriamente dita, a expressão lua de mel é a tradução da mesma expressão em inglês. Ela vem de uma prática dos casais irlandeses que tomavam uma bebida feita com mel fermentado e água. Conhecido também como hidromel, tinham de beber isto na lua cheia que acontecesse na data mais perto do casamento. O mel representava uma fonte de vida e também era afrodisíaco.
Vivendo e aprendendo, não é meu caro leitor?
Concluímos que a Lua é famosa, é popular, é amada, é inspiradora, é linda e romântica.
Até o próximo post!
Dó, ré, Mi, Fá, Sol, Lua, Céu e mar!

Continue lendo
Copyright (c) 2018 - Tecnologia Acessível