Mês: abril 2019

Bem vindos à festa!

Como diria o Silvio Santos: “Ritmo, é ritmo de festa!”. Por que estou nessa animação toda? Vou te falar meu caro leitor! Primeiro porque o Carnaval já passou, meu niver também e a Páscoa tá quase aí! Uma perguntinha: você é do tipo que dança no Carnaval? Vai pra folia com a galera e se diverte de montão? Se sim, legal! Se não, legal! Eu também não! Sou mais do tipo que fica em casa vendo série e lendo livro. Sou dessas pessoas que se divertem com coisas alternativas. Além disso, como dançarina sou uma ótima cantora! O importante é se divertir. Por isso, se você é do tipo que dança! Parabéns, dance mesmo! Se divirta muito com seus amigos e família e seja feliz. A vida tem problemas demais pra gente deixar que nos afetem. Outro motivo pelo qual estou muito festiva hoje, é que o meu aniversário foi semana passada! Quem vai me dar presente? Tenho uma listinha de coisas que quero ganhar viu leitor? O primeiro item dela é um comentário seu aqui no meu post! Vamos lá, esse presente vai ser de graça! Aproveita! Ok, falando sério agora, meu aniversário já foi e este ano não fiz festa. Também diga-se de passagem, fiz vinte e seis, não tinha grana e portanto, nada de festanças.
Então, para comemorar o meu dia, vamos ouvir uma música animada bem legal?
Eu curto muito ela e sempre me faz pensar em gente dançando, drinks, sorrisos, olhares, hummm, e eu colocando amores e romance em tudo. Não tem jeito.
Essa música se chama Glad You Came da banda The Wanted. Formada em 2010 e separada em 2014. Uma pena, pois as músicas são muito boas, Embora se pareçam bastante com One Direction. Ou será que era o One Direction que parecia com eles? Qual veio primeiro?
Bom, tanto faz, o importante é a música maravilhosa que fala sobre o universo todo se iluminar quando uma certa pessoa chega! Viu, é romântico!

Um detalhe interessante dessa música, para mim uma coisa de gênio, é que o verso seguinte começa com a última palavra do verso anterior. Fica um jogo de palavras que lembra uma poesia. Não é legal? Uma letra de poesia, transformada em música.
Vou dar um exemplo, em um trecho da letra diz: “Você pode ficar mais um tempinho, o tempo está fugindo, Fugindo de nós, então fique comigo que eu posso fazer, Fazer você feliz por você ter vindo”, a tradução não fica exatamente igual. Mas observe o mesmo trecho em inglês e como acontece o que eu falei, ou seja, o próximo verso começa com a última palavra do verso anterior: “Can you spend a little time, time is slipping away, Away from us so stay, stay with me I can make, Make you glad you came”. Muito inteligente quem escreveu isso!
A próxima música me enganou na primeira vez que a ouvi. Ela começa lenta, podemos ouvir um piano e um violino. Você pensaria: “uma música melosa de namorados! af!”, e então de repente, Bum! Ela muda e vira uma música eletrônica vibrante e maravilhosa!
A letra fala sobre amor sim, mais especificamente sobre amor real, aquele tipo que todo mundo quer encontrar nessa vida.
O que eu mais gosto nessa música não é a letra bonitinha, ou o ritmo todo alegre e tal, é um detalhe, um efeito sonoro que ela tem que eu adoro escutar! Ele toca na parte em que ela canta: “This is real real real real love”, um pouquinho antes do refrão.
Será que você consegue encontrar esse efeito tão bonitinho? Pra mim parece um som de efeito de videogame no meio da música, o que faz todo sentido, pois é uma música eletrônica. Caramba, melhor eu parar de falar música eletrônica. Já falei tanto que eu mesma estou ficando cheia dela.
Voltando a Real Love, escute aí e veja se não é digna de estar em uma festança!

Agora vou falar de uma música que tem um nome um tanto destrutivo. Na verdade bastante destrutivo, mas o contexto aqui é música e posso imaginar o motivo da escolha dessa palavra específica. Deve representar muita força. Deve ser emocionante ouvir ela na balada. Chega de tanto suspense, o nome da música é Tsuname.
Não posso falar nada da letra por que a única coisa que diz na música é Tsuname. Essa energia e batidas que ela tem fazem dessa canção uma das minhas favoritas em questão do gênero já citado oitocentas vezes.
Curte aí leitor e me diga se ela não merece também estar em uma festa de aniversário de uma pessoa que fez 26 anos.

Em seguida vem outra música esplêndida, maravilhosa de ouvir, completamente viciante, muito fofa e que também é uma das minhas favoritas.
O que me chamou a atenção na parte instrumental foi outro efeito sonoro.
Estou reparando que eles fazem diferença mesmo, se empregados do jeito certo, dessa vez não vou contar o que é. Será que você adivinha caro leitor?
Ouça a música e me conte aí nos comentários. Aproveita e vem dançar e se alegrar.
Esqueça os problemas, as broncas, os afazeres, só por uns minutinhos. Vamos ouvir uma boa música e relaxar.

Luz na passarela, pois essa música parece muito trilha sonora de desfile de moda! É perfeita para esse cenário. A energia dessa música é contagiante,, é tão prá cima! Me faz pensar também em conhecer o mundo, me aventurar, é maravilhoso!
Sensações que uma música de três ou quatro minutos pode trazer. Por isso que dizem que eu sou movida a música. Tenho canções para cada momento da vida. Literalmente caro leitor.
Acho que já provei isso, pois sempre que escrevo aqui sobre elas, eu falo na maior parte das vezes, de músicas que eu gosto ou acho interessante o bastante.
Certo, escute então a música de modelos fashion e garotas que visitam a Espanha. Por que Espanha? Sei lá, quero ir lá um dia, então escolhi esse país pra colocar na situação descrita.
Festa, esta, festa, diversão! Vamos leitor, não fique envergonhado, dá uma dançada aí! Vale bater o pé no ritmo da música também!

Como tudo que é bom uma hora acaba, o post está terminando! Calma, ainda vamos falar de uma última canção. Deixei o melhor para o final. Essa tenho quase certeza que você conhece meu caro leitor!
Essa música é um pouco mais importante para mim, pois fez parte da minha festa de quinze anos. Bons tempos quando eu só tinha que me preocupar em tirar boas notas nas provas!
Enfim, foi um dia bem legal. Claro que começou um pouco errado, umas coisas aconteceram e me chatearam, mas não deixei nada atrapalhar o meu dia.
Veja só, eu estava toda bonita, arrumada, cabelo alisado, me sentindo a princesa da Disney, só que não usava vestido, e sim um macacão jeans com chort meio curto e um cinto fabuloso! Cheio de pedrinhas cintilantes e… ok, vamos voltar ao que interessa.
Eu estava saindo do carro toda arrumada e quem estava lá para me receber? A chuva!
Sim, estava chovendo e eu de chapinha! Já começou bem não é?
Bom, alguém trouxe um guarda-chuva e a distância até a entrada do salão não era grande, portanto me salvei de ter o penteado arruinado. Ou quase, pois molhou um pouquinho.
Em segundo lugar, me dei conta de que o Cd com as músicas que eu queria tinha ficado em casa. Esqueci o maldito Cd! Isso me deixou muito, mas muito chateada mesmo.
O problema também foi resolvido depois. Até a capinha do Cd chegou molhada mais tarde.
No final das contas consegui que as músicas que eu gostava fossem tocadas e me diverti pra caramba com minha família e amigos.
Pra não dizer que foi tudo complicado, um dos presentes foi tão fofo!
Ganhei um girassol da minha professora de geografia. Eu amei! Eu lembro mais do presente dela, porque foi o diferentão. Risos, bem a cara dela me dar uma flor.
Como eu dizia, a música abaixo esteve presente na minha festa de quinze anos e o título dela combina com o pessoal festeiro, “não pare a música!”.

Doces, refri, mimos pra mim, fazendo festa sim!

Continue lendo
Copyright (c) 2018 - Tecnologia Acessível