Categoria: Musicalizando

Meu bom navegante da internet, seja bem vindo ao espaço dedicado a uma das maravilhas da humanidade, a música! Aqui falaremos sobre versões e covers interessantes de músicas que você conhece ou que irá conhecer!
Aquela trilha sonora que esteve presente nas horas mais emocionantes de um filme ou série que você gosta; até textos inspirados por canções!
Este é o musicalizando! Pegue seus acordes, eu trago uma melodia e vamos criar uma canção, está pronto?
Então, dó, ré, mi, fá, sol, lá vamos nós!

traduzir ou não traduzir, eis a questão

Olá meu querido leitor, começando mais um post aqui com uma pergunta: você gosta de international songs? Ou seja músicas em inglês, espanhol, ou outros idiomas? Ou prefere as músicas nacionais?
Eu devo confessar que em termos de músicas brasileiras, eu não sou a maior conhecedora. Gosto mais de rock e reggaeton, que são em inglês e espanhol. É um pouco ruim não conhecer a música de seu país, porque você mora nele. É como viver admirando casas de outras pessoas sem ter saído para explorar a sua própria casa.
Então é bom conhecer não só a música, mas tantas outras coisas do nosso país, para depois ir admirar e elogiar a dos vizinhos. Sim, este conselho serve para mim, já anotei o recado.
Outra vantagem é saber as diferenças entre costumes ou músicas e comparar, se você não tem dois parâmetros, como poderá afirmar que o rock australiano é mil vezes melhor que Skank por exemplo? Se você ouviu duas músicas da banda brasileira e três Cd’s da banda australiana? Claro que esse negócio de comparação precisa ter limites. Comparar não é proclamar certo gênero ou artista o único competente. Me refiro aqui a adquirir conhecimento de vários cantores de países diferentes para saber o que você gosta na música de seu país, ou o que te agrada mais em rits dos Estados Unidos.
Mudando um pouco o foco, agora vamos falar especificamente de tradução de músicas. Quando você sintoniza na sua rádio favorita e começa um pop com uma batida legal com a voz da Taylor Swift ou então toca aquela música maravilhosa do Maroon 5 e você começa a cantar junto, você costuma depois procurar a tradução?
Hoje em dia é possível ouvir rádios de qualquer lugar do mundo, mas acho que ainda as mais populares são as músicas em inglês. Todo mundo gosta de um rock, um R&b, ou pop que faz um sucesso do caramba.
E então, você fica cantando algo que não entende? Já se perguntou o que aquela frase repetitiva significa?
Me lembro que quando eu estava na escola, vez ou outra apareciam aqueles representantes de escolas de inglês vendendo cursos para os melhores alunos da classe. Sempre eram dez vagas mais ou menos, a pessoa ganhava um desconto bem legal nas mensalidades e mais um monte de vantagem lá. Enfim, o discurso que eles usavam era exatamente esse: aprenda inglês e não fique cantando algo que você não faz ideia do que significa.
Não parece tão ruim, afinal você não pode ser responsabilizado por algo que não conhece! Porém… vou te contar qual música me fez ir procurar a tradução desde sempre, não importa se a música é da minha banda favorita ou não, se eu gosto ou simplesmente estou curiosa, procuro no google.
Bom, eu tinha por volta de treze ou catorze anos quando um artista fazia muito sucesso, um tal de Chris Brown, conhece? Lógico que você conhece né? Então, ele tinha uma música que eu não conseguia parar de ouvir.
Nessa época havia um canal na tevê que passava videoclipes a tarde inteira e é claro que O Chris Brown e seu amigo T-Pain estavam lá! Kiss, kiss, Kiss, a palavra que repetia no refrão todo.
Eu aprendi a letra todinha, aumentava o volume pra aproveitar mais da experiência musical e cantar junto com a dupla dinâmica. Eu tinha uma quedinha por todos esses cantores de R&b nessa idade, ai adolescência.
Para não enrolar mais ainda, o fato é que eu gostava demais da música, e posteriormente, ganhei um computador e tive acesso a internet bem mais facilmente. Fui então em busca da tradução da música, queria saber o que mais dizia além de tanto beijo, beijo, beijo, ou Kiss, kiss, kiss.
Ao ler a tradução eu fiquei chocada. Nos meus treze anos eu era intolerante quanto a temas para maiores de dezoito, portanto passei a detestar essa música. Ainda mais porque dava a entender pela letra que o homem se achava o mais bonito, mais rico, mais incrível e por isso deveria ter as garotas que quisesse. Típico não?
De qualquer forma, é bom você entender o que está cantando. Como já falamos em outro post, a música se trata da parte instrumental e da letra também, é um conjunto. As vezes um dos dois vai ser mais bonito, mais trabalhado, terá mais atenção de quem criou a música, as vezes ambos. De qualquer forma é bom saber que você está cantando algo como: “eu sou o cara mais gato e vou namorar cinquenta mulheres, ninguém pode me parar”.
Esse trecho entre aspas não foi tirado de nenhuma canção, eu que inventei. Outro ponto importante é saber se você não está falando uns palavrões sem saber.
Talk Dirty que o diga. Uma música fofa do Jason Derulo que eu cantarolava no shopping e depois fui ver o que significava. Enfim, vamos mudar de assunto?
Então meu caro leitor, o que estou dizendo se aplica em todos os temas, por exemplo, aquela música linda do Ed Sheeran que parece tão romântica. Você não gostaria de saber o que ele está falando e depois quem sabe dizer isso para sua namorada? Ou esposa? Ou sua crush?
Claro que tudo tem seu lado ruim. Imagine que a música é um encanto, a melodia é doce, o cantor ou cantora tem uma voz que te faz sonhar acordado, é perfeita. Então você ouve o meu conselho, vai no google, digita o nome da música, encontra a tradução e quando lê, descobre que tudo que a cantora ou cantor incrível diz na canção é triste e não romântico como você imaginou.
Isso pode acontecer. Eu mesma as vezes me decepciono com algumas músicas do Imagine Dragons, minha banda favorita. Então sim, você corre o risco de perder a magia que a música tem quando você não entende bulhufas do que está ouvindo.
Já dizia Shakespeare, traduzir ou não traduzir, eis a questão.
A escolha é sua. Mostrei os pontos positivos e negativos em saber exatamente o que a letra quer dizer. Eu não quero te influenciar a tomar decisões importantíssimas como essa, mas… se eu fosse você olharia a tradução pelo menos das músicas que escuto com mais frequência. Eu apenas estou sugerindo isso, meu caro leitor.
Entretanto, quando eu virar presidente do Brasil, este será um decreto que vou redigir na Constituição do nosso país, risos.
Para finalizar o post, vou deixar a música para você avaliar. Escute e veja por você mesmo que ela parece tão legal! Ainda gosto da batida e da voz do Chris Brown cantando, embora hoje em dia eu não a escute mais tantas vezes.
Já dou tchau, ou espero para fazê-lo depois do link? Eis a questão…
Melhor terminar o post por aqui. Bye-bye, ou adios, ou arigatô? Não sei, estou indecisa hoje.
Dó, Ré, Mi despeço com tchau mesmo!

Continue lendo

Alguma canção já partiu seu coração?

Todos nós gostamos de boas histórias, seja em filmes, séries ou livros. Tanto faz se seu gênero favorito é ação, suspense ou romance, o importante é se envolver com aquilo que estamos assistindo. Nos apegamos aos personagens, mergulhamos nos pensamentos e sentimentos deles e compreendemos suas emoções.

Se acontece uma injustiça ficamos tão chateados quanto se tivesse acontecido com a gente! Não é verdade?

Então, respeitando os gostos pessoais, o que todo mundo quer de verdade é sentir algo com a história.

Uma boa forma de nos fazer sorrir com o final feliz ou chorar com algum imprevisto no meio do caminho, é colocar uma música marcante.

Continue lendo

Você curte as famosas versões cover?

Eu particularmente amo pesquisar covers das minhas músicas favoritas. É uma maneira linda de mostrar seu carinho por uma banda. O mais legal é quando a pessoa aprende a parte instrumental também! Imagine o trabalho que deve dar. A menos que o fã também seja músico,  mas isso é outra coisa.

Além disso, você pode encontrar sempre algo novo e interessante em um cover, como um estilo musical diferente do original. Outro ponto que é uma agradável surpresa, são as vozes que interpretam a música.

Continue lendo

Você sabe o que é musicoterapia?

Essa não é uma profissão tão recente, embora ainda não seja tão conhecida como poderia. O curso existe no nosso país desde 1970. Felizmente hoje há mais jovens procurando essa faculdade, que não busca competir com outras profissões da área da saúde. Tanto que a musicoterapia pode ser usada em um tratamento junto com especialidades como a psicologia por exemplo. Ou seja, ela tem suas particularidades, mas o tratamento é conjunto com outras áreas da saúde.

Continue lendo
Copyright (c) 2018 - Tecnologia Acessível